Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...
"...No dia em que me silenciarem a voz,não me apagarão os gestos,no dia em que me aniquilarem os gestos,nunca farão esquecer os meus sentimentos..." CustCruz

domingo, 29 de abril de 2018

E as ASAS DO SONHO já voam,poisando quando o Campo verde do Cabedelo,estiver pintado...


Sempre o melhor caminho,é não nos perdermos da humildade,seguir as nossas convicções,sim,mas enrolarmo-nos em ondas viciadas em turbulências sistemáticas,é esquecer a principal missão para a qual a vida nos desafia,e que não pode,nem nunca deve hipotecar os sonhos das crianças,que apenas e por agora querem ter a certeza da felicidade,e sorrir de igual modo,tanto quanto outras,que com orgulho recebem os seus adversários por entre quatro linhas esverdeadas,numa proposta onde se dê azo ao talento,e se possa soltar o instinto em premissas movidas por um incentivo transcendente,que até a eles próprios pode surpreender.
Pintar o campo de verde,é a imperiosa necessidade,somar quadrado com quadrado,é criar a plenitude para que cada pé,possa depois correr,pisar,e assentar,para que também o rigor no equilíbrio do passe,do remate,da elevação,e até da queda,possam ser mais amparados em propósitos mais seguros e capacitados.



A fiel e verdadeira alma,já se agita,como que enfrentando o mar,e prontos como sempre para as tormentas que se insinuem,levando a criatividade,a abnegação e o espirito de família,a unir-se convictamente 

"Por uma fraterna União"...


A saga dos "mais velhos" já rola a bom ritmo,a responsabilidade na sucessão natural da vida,já se escreve para ser relembrada para todo o sempre...
Os esforços,já se conjugam para que "a redondinha" acabe anichada no fundo das redes,e assim,a vitória se conquiste sem apelo nem agravo,em nome do FUTEBOL na Cova-Gala,e na Figueira da Foz.

custcruz