Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Primeira Liga de futebol em Portugal,ou quem de três tira um...ainda que no encalço do milagre...


O Benfica venceu por 3-0 o Nacional,Jonas ressuscitou no meio de uma equipa determinada,disparando tiros certeiros e envolvidos em talentos a que a idade vai perdoando a quem sabe e nunca esquece,e o certifica como "um pistoleiro" com muito ainda para dar.
Semedo,folgando com a falta de investimento dos nacionalistas no seu flanco,libertou-se em instintos ofensivos,desenhando diagonais perigosas,que ajudaram a desmantelar a fortaleza do "lanterna vermelha",que com a ajuda dos rasgos feitos das arrancadas sobre a direita de um recuperado Salvio,ou dos entendimentos aprumados entre a boa ligação de Jonas e um Pizzi,ainda que este em défice de forma,num meio campo empreendedor e progressivo,e que desbaratou de todo as intenções de quem foi para a luz à procura do milagre, e mais não mereceu do que a chapa 3.

Zivkovic,puxou "o lustro ao seu pé esquerdo",e com cruzamentos geométricos,ajudou a abrir a contagem,e criou calafrios quando na direita marcava presença nas bolas paradas,dando razões a Rui Vitória,na sua opção em detrimento de Cervi no onze,mesmo com Salvio em campo.

Vitória sem discussão,e confirmação de uma luta pelo Título,que para mal dos meus pecados parece deixar de fora o meu Sporting,e só contar com Benfica e F.C.Porto,apesar de Jorge Jesus,já me ter prometido,que não se vai embora sem ser Campeão de Leão ao peito,e como não foi na primeira,nem será na segunda época,há que ter fé na terceira,a não ser que o Madeira ganhe,e aí,como ele foi mais uma vez descuidado com a língua,e disse publicamente que não continuaria com a vitória do novo candidato,poderá ser despedido sem a indemnização dos milhões que o seguravam,e assim,na próxima época o líder ser outro,que tenha mais cuidado com a língua,defenda o grupo que orienta,e sonhe ter garras de Leão.

Sim,sim...tenho "o direito no sangue",e garanto que tem pernas para andar aquilo que estou a dizer.
É,é verdade...sou um bocado convencido...
Então que ganhe o melhor,e o se o milagre acontecer,será isso mesmo e nada mais...


custcruz