Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

domingo, 30 de abril de 2017

Parabéns,ao meu Clube do Coração...



124 anos depois...
és refém de um destino indefinido,
deste tanto à vida dos que te escolheram,
sonhas-te tanto com a glória de outras emoções doces,
mas fizeram-te perder na loucura dos inconscientes...

Hoje,
fazes a tua ceia de aniversário num terreno que já foi teu,
quer dizer,
que nunca o foi,
mas ao qual o teu nome sustentou a cobiça da tua alma...

Ouve filhos teus que se hipotecaram no destino perdido,
não refletiram como nunca o tinham feito,
por viverem na lua dos vaidosos,
dos presunçosos mimados por ideais que lhes deram quase tudo,
até o de "se esconderem" no decurso da tua pior agonia...

Todos desfrutamos e sofremos nas vicissitudes da vida,
mas ser refém de um paradigma podre,
é caminhar por um fim que os que amam não desejam,
e nem sequer conseguem combater...

É este mundo que nos resta,
onde todos sabem onde está o mal,
mas a justiça não lhes chega...

Ficam por aí alguns audazes,
em quem a chama da história nunca se apaga,
fazendo prevalecer a esperança de uma bonança,
que faça acreditar o que muitos esperam que nunca aconteça...

Naval 1º de Maio da Figueira da Foz,
por ti dei o que podia,
e punido fui por mim mesmo,
no que amanhã não vou ter...

Hoje luto por uma tábua que me salve a dignidade social,
vivo em expectativas que me magoam pelo passado,
onde te dei porque te amei,
te sonhei porque te senti,
e te queria como sempre te vou querer...

Bem sei que não sou o melhor dos Navalistas,
mas também não deixo de saber, 
que o sou como sempre o quis,
e não a mando de quem quer que seja...

Parabéns,
meu Clube do Coração...

custcruz