Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

sexta-feira, 23 de julho de 2010

E porque "valores" como os da "família" são sustentáculo de uma vida capaz...Parabéns Nuno Cruz...


Aquele puto que adora a família...que é solidário com os amigos...e que encontrou na Joana...a mulher que lhe preenche os seus sonhos...

Aquele puto que adora o futebol e o seu Benfica...e que tantas vezes me acompanhou aquando da minha passagem pelas camadas de formação da Naval 1º de Maio...e ali fez amigos sem fim...

Aquele puto que é meu afilhado e me convidou também para padrinho de casamento...embora com a grande mágoa minha e dele...eu não ter aceite...e isto por eu ser um bocado estranho na forma de estar....e por isso concluí que não reunia as "condições" para o fazer...

Aquele puto que por isso mesmo já me perdoou essa desfeita...e tudo porque é um grande homem e um grande amigo...e para além do mais um grande exemplo da família "CRUZ"...

Pois é...esse PUTO vai casar e seguir um caminho alicerçado no amor...no ideal que ele próprio criou e perseguiu...

Deixo a outra minha vida parada por momentos...e rumo até Viseu...para o ver feliz...e sentir o transbordar de "algo" que não se encontra todos os dias...e em que duas pessoas simples dão o passo decisivo por aquilo que já conhecem e sentem à muito um pelo outro...

Aquele puto que não vai poder contar com a "presença física" dos seus queridos Avós Paternos,a avó Maria Augusta e o Avô Custódio Cruz...

Vai agora...e aqui...ter uma mensagem deles para o dia do seu casamento...como em título digo:

Escrita por mim...mas pensada por eles...

É escrito por mim...

mas pensado por eles...

Porque eu sei...

aquilo que eles ansiavam e sentiam...

e a quem eles muito queriam e não escondiam...

Era aquele neto...

no meio de umas adoradas meninas...

era o sonhar acordados...

por um trilho feliz de "um aventureiro"

no retomar de uma caminho seguro

e capaz de ainda chegar primeiro...

Foste dos primeiros motivos que "ele" precisou...

foste o fruto que cada "um deles" sonhou

foste o princípio de um mundo

que afinal não acabou...

Retiro o meu ser

e dou uso ás suas palavras...

numa mensagem que eles gostavam de hoje te dar...

"...Estamos por perto e sempre presentes...

por ti felizes e contentes..."

Avô Custódio Cruz...e avó Maria Augusta Nogueira...

Escrito por mim...

mas pensado por eles...

CNC

Felicidades Nuno Cruz e Joana Cruz