Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Os dias andam quentes...e creio que ainda vão aquecer mais...cuidado com os incendiários...


Não...não percebo nada de metrologia...mas há coisas e loisas que se percebem sem grandes conhecimentos sobre qualquer matéria...
Enfim,digamos que os dias vão passando...e ao mesmo tempo assumindo traduções comportamentais que não enganam ninguém...tal as evidências "quase descontroladas" que ninguém sabe explicar...ou melhor...que ninguém me parece ter o "atrevimento" de fazer...
Como me dou muito mal com as altas temperaturas...e por isso mesmo me sinto ameaçado no meu bem estar...naturalmente reajo com preocupação aos "possíveis incendiários"de "um meio" ao qual eu e muitos mais também pertencem...
Pois...e aí é que está o pior problema...
Ser solidário e amigo...
Nós somos...
Saber viver em sociedade sem atropelar quem quer que seja...
Nós conseguimos...
Remetermo-nos ás nossas opções de vida respeitando o mais possível o "oposto" dessas mesmas convicções...
Nós conseguimos...
Mas se alguém se colocar no nosso caminho...como que "incendiando" o meio que afinal é de todos...e que se quer sem privilégios de ninguém...
Bom...aí...das duas uma...
Ou chamamos os "bombeiros" e corremos o risco de ter um gesto tardio...
Ou porque apanhamos "o dito cujo" em flagrante...devemos agir em conformidade...evitando logo ali um incêndio de proporções sempre imprevisíveis para um tal meio que se quer equilibrado e protegido por todos...
Pois...porque afinal de contas pertence a todos...
Não é ?..
Pelo menos eu acho que sim....
Assim,vamos lá ter cuidado com os incendiários que se "aproveitam das altas temperaturas" para fazer "cozer um pão"...que só os vai alimentar a eles...
E ou comemos todos...ou não come ninguém...
É justo não é?...
Sinceramente...eu acho mesmo que sim...

OK...então vamos lá estar atentos...