Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

A nostalgia de quem ama...

Para lá da rede,
para cá da paixão,
por um mundo que não me trai,
por um sonho que nunca acaba...

Definido,
é não te abraçar de novo,
mas promessa é o coração nunca te largar...

Desígnio é estar contigo até morrer,
certeza é perseguir os talentos que te desenham as emoções,
interpretando-as como eu gosto,
e com tudo o que me tragam de novo...
Libertar a minha alma num recanto que já foi meu,
e de todos os que se apaixonaram pelas suas ilusões,
recordar cada lágrima que na tristeza e na alegria vivi,
e nunca me arrepender de ali um dia ter sido tão feliz...
Mesmo que nem a todos tenha tocado.
e até que outros se tenham esquecido,
entranhados na minha alma permanecerão,
porque também para sempre serão meus filhos,
meus amigos,
meus irmãos.
meus semelhantes de apenas mais uma história que a Mãe Naval nos ofertou com o seu generoso coração...
Estou a chorar,
porque um Homem também chora,
estou vivo e bem vivo,
porque afinal ainda não me fui embora...
Custcruz