Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Hoje não falo...só olho para voçês...


Pronto... mas não resisto...só um cheirinho...
Fui hoje a uma Assembleia Municipal pela primeira vez na minha vida e confesso saí de lá deliciado...
E até vos digo... mais esclarecido do que aquilo que pensava ficar...
Relativamente ao passado,ao presente...e ao futuro...
Prometo que um dia destes conto mais em pormenor...
Agora estou com sono...
É que não resisti a presenciar à assembleia na íntegra...
Compreendam...
Acabou tarde,já viram...jantar e não jantar...
Reflectir e não reflectir por onde se irão captar receitas para fazer face à crise do orçamento camarário...
Enfim...vamos lá ver se não tenho "insónias ou pesadelos", visto que por ali vi prespectivas de recuperação económica que ou muito me engano...só mesmo uma ida ás "slot machines"(é assim que se diz?..) do casino da figueira pode trazer o "milagre das rosas"com algum "prémio chorudo"...
De resto...
Bem de resto... depois eu conto...

CNC