Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Aleluia!..aleluia!..aleluia!!!!


Finalmente!...
A capitania do porto tem as suas obras "aparentemente" concluídas...
Uma intervenção executada com apoios comunitários...que ao que falam...por questões burocráticas e pouca prontidão no avanço das verbas...tresandou em mau aspecto naquela zona nevrálgica da cidade...exibindo aquele edifício durante Verões uns taipais obstrutivos e mal amanhados...que envergonharam a cidade e colocaram em evidência a incapacidade de realização dos figueirenses...isto claro...na boca e na mente de quem nos visitava...e se deparava com aquele triste espectáculo...
De positivo mesmo e em tempos em que tanto se discute ali mesmo ao lado a possível requalificação do Mercado Engenheiro Silva...é a reflexão que se criou em todos os interessados nesta matéria...na directa razão de uma avaliação pessimista com aquilo que se possa vir a passar com a "Sala de Visitas da Figueira da Foz"...
Com apoios "possivelmente" assegurados e outros ainda por concretizar...não será de todo descabido que a Figueira e os Figueirenses torçam o nariz a esta intervenção em tempos de vacas magras...
Olhando para este exemplo a que acabo de fazer alusão...enfim...é caso para antever que ás burocracias e pouca ou nenhuma prontidão do estado em avançar com verbas que recuperará só depois...e ainda à situação caótica das finanças locais...possa haver o legítimo receio de se ver em pouco tempo taipais "longos" no espaço...e pior do que isso no tempo...
Bom...mas é preciso é calma...pois como ficou combinado com o senhor presidente da Câmara da Figueira...vamos ter mais algum tempo para reflectir e concerteza agir em conformidade no sentido de reduzir esses RISCOS...