Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

domingo, 15 de maio de 2016

Naval e Benfica,Campeões cada um à dimensão de um só momento...,

Só quem melhor me conhece,me pode também melhor entender,e sem as hipocrisias que abomino,dou os meus sinceros Parabéns ao Benfica e aos Benfiquistas,porque mesmo que não acabando com a mesma qualidade de jogo do seu adversário maior,teve a alma mais que suficiente para não deixar perder as mais valias conquistadas perante quem as teve de avanço,e não as soube ou conseguiu gerir.Ao meu Sporting,agradeço este ressurgimento para a ribalta de uma história que tudo tem a ver com o clube do Leão,onde ouve tempo para tanto,de tudo aquilo que pode fazer feliz qualquer Sportinguista de coração. Bem entendo,e estou a sentir o arrepio doloroso de quem e para quem só os Títulos contam na marcação que dimensiona um clube grande do Futebol Português,mas ninguém retoma,sem sofrer,ninguém sonha sem nunca ter alcançado a soma do que pretende,e por isso,é hora de embalar na atitude conquistada esta época,e mais do que fazer grandes negócios,se perceba que primeiro se deve preservar "a magia alcançada",e só depois,aparecerão os "intervalos" onde a gestão pode e deve fortalecer os cofres.É difícil?Também o foi para chegar até aqui,e se houver uma ousadia análoga dos dirigentes,tal qual a ouve da parte deste excelente grupo de trabalho liderado pelo Jorge de Jesus,acredito que num futuro próximo,nos poderá o destino dar aquilo que perdemos hoje.
Custcruz
Antes deste deste desafio de emoções estrondosas,já a minha alma tinha voado tranquila do Bento Pessoa até casa,pois a Naval de todos nós os que gostamos acima de tudo da nossa Figueira,auxiliada pelo Marco,pelo José,pelo Vasco, pelo Grilo,pelo Ilharco,pela Ana Maria,pela Vera,pelo Nandinho,pelo Moço,e por todos os outros que me podem escapar neste momento de emoções mil,por ainda assim serem tantos,e que tanto dão a esta Associação,que não desceu de divisão,e renovou a esperança de quem nunca mais vai deixar de sonhar em voltar ao mais alto nível do Futebol em Portugal. Vitória sobre o Crato por 2-0,e o sangue continua a circular nas veias da quarta coletividade mais antiga do nosso País,e como sempre o afirmei convictamente,a ALMA da Naval 1º de Maio,é grande de mais para sucumbir por qualquer desidrato,onde erros de cálculo a feriram na marcha,mas nunca no destino da sua eterna História.