Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Muitas frentes de batalha...Muitos sonhos... por muitas causas...




Eu amo a minha Figueira da Foz e por ela faço o que for possível... e se preciso... o impossível... para lhe "ajudar" a voltar a dar o rosto e o brilho que a sua história projecta nas memórias e nos escritos de quem aqui nasceu e sempre viveu...
Sou um homem do povo e com o povo acredito poder dar as mãos e correr com "malfeitores viciados e mafiosos" que a descaracterizam...e a estão a sugar até à ultima gota de sangue no aproveitamento do seu virtuosismo natural... e apenas para seus proveitos economicistas e de espírito egocêntrico...
Tenho sido ao longo da minha vida um sonhador...e até ás vezes "parece" que acredito no " PAI NATAL"...
Mas acreditem vocês também que se não é assim para lá caminho...e foi com esta forma de estar que aqueles que construíram "gaiolas" para me controlar... ficaram e ficarão presos eternamente à sua frustração de morrer sem conseguirem coleccionar o "cromo" que nenhum dinheiro pagou...
E que se preciso for para que tal nunca aconteça, se "esfumará" no "calculismo estratégico" de não cair nas mãos de esterco nauseabundo... que veste fatos que lhe "apertam" a falta de elegância moral e intelectual...
Se todo o homem tem um preço???
Mas é claro que sim...
Só ainda me falta saber qual é o meu...pois ainda ninguém me conseguiu comprar..
Vou lutar primeiro para acalmar a minha dor de perdas recentes que me confesso ainda continuam a abalar e a atirar-me de vez enquanto ao chão...
Vou lutar pelo amor da minha vida : A minha filha ANDREIA CRUZ que muito mais me orgulha a mim próprio do que eu se calhar a orgulho a ela...
Porque se calhar também queria um pai "normal"... que tendo certas capacidades ... não lhe trouxesse tantas inseguranças de instabilidade no dia a dia...
Muitas frentes de batalha...mas muitos sonhos ainda continuam bem vivos dentro de mim...
E vou continuar a acreditar nas "minhas causas"...que não são só minhas.... mas poucos têm a coragem de assumir na luta determinada contra esses "nabos" que só conseguem êxito na vida comprando,desviando...enfim... caminhando por rumos aporcalhados que nunca farão deles memórias eternas de um povo que até sabe muito bem quem deve e não deve admirar...
Muitas frentes de batalha...mas muitos sonhos para ser feliz à volta de outros também com direito... a essa mesma felicidade...